É melhor ter um plano de saúde ou guardar o dinheiro para despesas com saúde?

Fazer um plano de saúde ou juntar dinheiro?

plano de saude ou juntar dinheiroSe você está na dúvida entre fazer um plano de saúde ou guardar dinheiro, vamos fazer um exercício mental rápido:

Supomos, e apenas supomos, que você ao invés de fazer um plano de saúde, você decida guardar todo mês um dinheiro no seu cofrinho, e vamos estipular aqui que esse valor é de 3 mil reais. Então, todo mês você guarda 3 mil reais, e ao final de um ano você terá 36 mil reais, certo? Certo!

Dentro de um período de 5 anos, você terá guardado 180 mil reais, certo? Talvez!

Se você decidiu realizar com este dinheiro algum investimento, esse dinheiro terá rendido algum juros, então, vamos supor que o seu investimento, com juros, totalizou R$ 200 mil. Certo!

Agora, vamos supor que você descobriu uma doença que o impeça de trabalhar, e pior do que isso, essa doença exige internação. Neste exercício mental, você precisará de um atendimento emergencial, correndo risco de vida, então, resolveu usar suas economias para pagar o tratamento, pois levaria algum tempo até ser atendido no SUS. Você precisou ficar internado durante 30 dias, pagando a diária de R$ 900 com o quarto e R$ 900 diário para enfermaria (a depender, estes valores podem ultrapassar e muito de R$ 900).medicamentos plano de saude

Somente as despesas de quarto e enfermaria já totalizam R$ 54.000,00. Agora, vamos supor que para o tratamento da doença, será preciso fazer uma cirurgia, que lhe custará mais R$ 20.000,00, e que os medicamentos custam, por dia, R$ 400,00 (há doenças, mesmo que raras, em que os tratamentos passam tranquilamente de R$ 10 mil por dia com medicamentos, sim, é verdade!), e você precisará realizar um tratamento durante dois meses.

Leia também:  Plano de saúde vale a pena durante a pandemia?

Já se somam mais R$ 44.000, e temos uma conta total de R$ 98.000,00.

Ainda, será preciso realizar diversos exames e diagnóstico por imagem, semanais, para verificar a sua recuperação, que acarretarão em mais custos extras, além disso, será preciso passar por reabilitação e consultas particulares frequentes.

Durante todo este período de tratamento, você estará afastado de suas atividades, e se você for autônomo, ou ganhar por produção, não terá renda, ou uma renda abaixo do seu padrão.

Conforme é possível observar nessa história hipotética, o dinheiro se esgota rapidamente com tratamentos médicos. Mesmo guardando um valor consideravelmente alto por mês, havendo a necessidade de um tratamento, as reservas não duram por muito tempo.

Por outro lado, um plano de seguro poderia cobrir todas essas despesas.

No Brasil, a cultura do seguro de vida e planos de saúde ainda está engatinhando. Muitas pessoas só buscam um plano de saúde quando há indícios de uma doença a caminho, mas nesses casos, as operadoras de planos de saúde poderão estabelecer prazos de carência maior, podendo ser até de 24 meses, conforme regulamentação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Permitida a reprodução, desde que citada a fonte original:
https://corretorasdeseguros.com.br/plano-de-saude-ou-guardar-dinheiro/